terça-feira, 23 de novembro de 2010

Estrelinha Pequenina

Essa  poesia é da Julia Louvado de 10 anos, minha filhota.



Estrelinha pequenina
em que posso ajudar?

Pisca pisca lá no céu
e não para de brilhar

 Estrelinha pequenina
do tamanho de um botão
diga  o nome do garoto
que roubou meu coração


Estrelinha pequenina
Já é tarde vou dormir
Só que quero te pedir
Que um anjinho passe aqui




..

Julio Emilio Braz



Estive num café literário hoje na E. Municipal Ary Schiavo, em Japeri, onde o autor Julio Emilio Braz foi homegeado. Com uma carreira de mais de trinta anos e mais de 150 livros publicados, Julio é de uma simplicidade e generosidade incríveis.

domingo, 21 de novembro de 2010

Abz do Ziraldo

Ontem eu gravei minha participação no AbZ do Ziraldo.
Foi super legal!!!
Depois eu posto mais fotinhas para matar a curiosidade de todos.
E assim   que soubero dia que o programa vai ser transmitido, eu juro que  conto rapidinho pra vocês...

Na foto, sou eu  ensaindo  a história do meu livro, o músico Junior Cardoso, meu amigo, que teve o carinho de me acompanhar e o diretor do Programa.

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Na chácara do Zé Lelé

Esse texto  foi o Marcos Andrade que me enviou, e eu achei tão legal, mas tão legal que resolvi colocar no Mariazinha.Com a sua permissão, é claro!

É um texto  bem maluquinho, vocês vão gostar!

Se você  quiser contribuir com nosso cantinho, é so me enviar o seu texto também.


NA CHÁCARA DO ZÉ LELÉ


de Marcos Andrade.


Pato, Marreca, galinha careca
Ovelha, cavalo, cantor é o galo

Gato, vaquinha, tem touro fominha
Cachorro, pintinho e porco fofinho

Na chácara do Zé tem bicho lelé
E uma bugra velha coçando seu pé

O pato acoa, a galinha faz muuu
A ovelha cacareja e o porco pia

A marreca focinha e o gato faz mééé
O pintinho mia e o Zé se balança

Com a cantoria do galo tenor.

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Projeto de Leitura

Na culminância do projeto de Leitura da Escola Algodão Doce, fui convidada pela equipe pedagógica para falar um pouco de como é ser escritor  e a importância da leitura compartilhada para os pais da unidade escolar.
Foi uma atividade muito bacana e  produtiva.
O Guilherme Guimarães do Grupo de Contação de Histórias Vagamundo esteve por lá acompanhado do Adriano no violão. Deram um show!  Foi maravilhoso ouvir os contos e encantos dessa dupla e suas performances.
Os alunos também  se apresentaram com as músicas  A Linda Rosa Juvenil e o Mar da Bia Bedran.
Uma Graça.
E aí eu aproveitei e vendi o meu peixe, ou melhor, o meu livro do Chico Mendes e autografei a tarde toda. Delicia! 

Produção das Crianças


Fatima Reis e  algumas princesas

O teatrinho

 Fatima Reis  conversando com os pais


Fat ima Reis

Fatima Reis autografando com Sarayê








terça-feira, 26 de outubro de 2010

Sobre Chico Mendes e outras Leituras

Ontem pela manhã, fui contar histórias num Jardim de Infância aqui da minha cidade chamado Algodão Doce.
Depois que voltei da companhia daquelas crianças tão fofinhas e tão interessadas na história, apesar de tão pequenas, fiquei pensando no quanto vale cada  passo que dou nessa caminhada que a vida me escolheu, que é escrever para crianças.
É muito dificil  publicar no Brasil. É muito  dificil lançar um livro no Brasil e principalmente vender a obra.
O livro que escrevi sobre Chico Mendes, apesar de ser para crianças, conta a vida e a morte deste brasileiro fora do comum.
Não é uma leitura fácil. O mocinho morre no final.
Mas  espera aí, o mocinho deixa uma mensagem de esperança. de vida, de ressureição....
É isso que vejo nos olhos das crianças.
Elas entendem a ecologia de forma bem simples. Elas sabem tudo de preservação da naturureza. as crianças  tem o mistério de saber  o que nós adultos  teimamos em refutar...
Por isso elas prestam atenção na história, e ficam chateadas quando descobrem que o Chico morre no final do livro.
Mas o mais interessante é que eles descobrem também que é possível continuar o sonho do Chico.
É possível sim.
É só  a gente querer.

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Alice e Gigi


(A Pulga  e o Piolho)
Reconto cumulativo  de conto popular  Francês

A Pulga Alice e o Piolho Gigi são dois grandes amigos.

Eles estavam em casa, quando Alice  resolveu sair para ir ao moinho pegar trigo para fazer o pão.
Antes de sair porém, Alice avisou ao seu amigo:
 _Tome cuidado Gigi para não cair na panela de sopa!
Gigi achou  muito engraçado a preocupação da sua amiga e  riu-se a valer:
- Hihiihihi...  Pode deixar minha amiga, isso nunca vai acontecer!

 No entanto, depois que Alice saiu, Gigi resolveu  arrumar a casa,  para quamdo sua amiga chegar  encontrar tudo bem limpinho!!
Gigi  começou  esfregando o chão,  depois lavou a louça, arrumou as gavetas, limpou o fogão e como sobrou  um tempinho, decidiu tirar o pó dos  móveis.
 Depois de tanta trabalheira Gigi estava muito cansado!

E  com  tudo bem limpinho e brilhando  ele resolveu ir até o jardim para tirar um cochilinho debaixo da roseira enquanto esperava sua amiga chegar.

Depois de algum tempo, Alice  voltou e  ficou muito assustada ao encontrar a porta da sala aberta e nada do  seu amiguinho!

Aflita, ela  gritou
- Gigi, Gigi! Onde você está amigo?
Silêncio.
Nesco lesco de Gigi...

Alice procurou em todos os lugares  da casa, mas não encontrou o   seu amigo piolhinho.

 Preocupada pensou: gigi já era! pequeninho do jeito que  ele era devia ter  caído na  panela de sopa  que fervia no fogão!
- Pobre do meu amiguinho! Caiu na panela de sopa e virou um caldinho!
E começou a chorar.
- O que será de mim agora sem meu amigo Gigi?Aqui eu não fico mais! Vou embora dessa casa!Vou sair por esse mundo e encontrar um cachorro pra eu morar! -falou a pulguinha para si mesma

Quando deu alguns uns passos em direção a porta, a mesa lhe perguntou:
- Porque está chorando Pulguinha?
- Meu amigo Gigi, o piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora, pois não quero morar aqui sozinha.

Pensativa, a mesa respondeu:
- Hummmm, se você vai embora, eu também vou com você.
A mesa levantou suas pernas e saiu atrás da pulguinha.

Quando deram mais um passo, o vaso de flores perguntou de seu pedestal
- Porque está chorando Pulguinha ?
- Meu amigo Gigi, o piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora, pois não quero morar aqui sozinha.

O vaso então falou:
-Se a mesa vai contigo, eu também vou!
E saiu andando atrás da mesa.

Quando passaram pela porta, esta perguntou curiosa:
- Porque está chorando Pulguinha ?
-  Meu amigo Gigi, o piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora, pois não quero morar aqui sozinha. A mesa e o vaso resolveram vir comigo também.

Então a porta falou:
-Se a mesa e o vaso vão contigo, eu também vou !
A porta então saltou de suas dobradiças e saiu andando atrás do vaso.

Quando chegaram perto da mangueira, a grande árvore perguntou:
- Porque está chorando Pulguinha ?
- Meu amigo Gigi, o piolhinho caiu na panela de sopa e virou caldinho. Eu vou embora,pois não quero morar aqui sozinha. A mesa, o vaso e porta resolveram vir comigo também.
A mangueira, muito nobre sussurrou:

-Se a mesa, o vaso e porta vão contigo, eu também vou !
A mangueira então retirou suas raízes profundas da terra e foi andando atrás da porta.
Quando todos juntos passaram perto da roseira, o barulho foi tanto que acordou  Gigi.

- Hei! Onde vocês pensam que vão sem mim?- Gritou ele sonolento
A pulga, a mesa, o vaso, a porta e a mangueira pararam imediatamente de andar.
 Quando olharam para trás, lá estava o Gigi se espreguiçando debaixo da roseira.
Vivinho da silva!

Quando contaram a história para o amigo dorminhoco, foi ele quem riu primeiro
Quem riu depois foi a pulguinha...
Quem riu depois foi a mesa...
Quem riu depois foi o vaso...
Quem riu depois foi a porta...
Quem riu depois foi a mangueira...
E todos voltaram alegremente para casa.

A mangueira  enterrou suas raízes na terra, a porta colocou suas dobradiças no lugar, o vaso foi para seu pedestal, a mesa foi para o centro da sala e Alice, a pulguinha se sentou na mesa, enquanto o Gigi, o piolhinho trazia a sopa para os dois comerem.
Depois de tanta confusão, os dois amigos estavam com muita fome!

E a sopa estava deliciosa!

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

Contação de História

Hoje pela manhã estive contando histórias  no Colegio Ser e Crescer em Nova Iguaçu no Projeto da Professora de Filosofia Sandra Grillo. Gostaria imensamente de agradecer o carinho das professoras e principalmente dos alunos.

terça-feira, 12 de outubro de 2010

Monte o quebra-palavras ao contrario!

Essa é uma brincadeira de  montar uma frase que está embaralhada de tras pra fente, vamos ver se descobre o que está  escrito.


SAD    ADI       ZILEF  SAÇNAIRC!!!

Descobriu???

 Então fala bem alto pra eu escutar!!!!!!


CriançasNnambikuaras da Aldeia Davi, foto tirada por mim

Criança é tudo igual , em todo lugar do mundo. Mudam-se os costumes, os valores, a linguagem,  a roupagem, mas criança é tudo igual. E isso é lindo porque as crianças tem uma visão de mundo toda própria, um universo particular de magias, palavras, sonhos, opiniões formadas, sensações, que as tornam seres iluminados carregados de energia positiva
As crianças indias não festejam o dia das crianças, pois este não é um costume das suas etnias. Mas como eu disse, criança é criança em todo lugar! É só repara que o menino brinca com uma bola de meia, igualzinho um menino aqui da nossa cidade.

Um beijo à todas as crianças.

E às crianças de todas as idades.

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Realidade de passarinho


-Passarinho, passarinho, cadê seu ninho, a chuva arrastou?
- Não Dotô, foi o moço que a árvore cortou
e meu ninho no caminhão levou...

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

O Sol

Variados Glitter





Em direções opostas
vontades sobrepostas
Ás vezes ao leste
Ás vezes a oeste.

Quando se sente forte  vira  para o norte
Quando vira para sul é porque quer ver o azul.

Se tivesse uma chance
pegaria uma carona numa gaivota
e passaria todos os dias
comedo algodão doce.

Mas como  é sol

Tem que dourar
Radiante  e amarelante
Rente igual pão quente.

sábado, 4 de setembro de 2010

[red]www.gifkut.com[/red]

Nova Oportunidades para Autores



Eu e o Danilo Marques, ilustrador estamos dirigindo a  Ambiente Brasil Editora, empresa brasielira, novissíma, chegando no mercado para se diferenciar.
O nosso endereço é http://ambientebrasileditora.webnode.com.br/

Estamos convidando autores que queiram participar da nossa coletânea que se chama " Era uma Vez... Histórias da Natureza."

Quem tiver interesse de participar da coletânea é só entrar lá e  participar!!!!

 Nosso catalógo prevê a edição de poesia, infantil juvenil, temáticas adultas, educacionais e ambientais.

terça-feira, 24 de agosto de 2010

Meu dia na Bienal de São Paulo

Estive na Bienal de São Paulo para contar a  história do meu livro " A História de Chico Mendes para Crianças"  no estande da AELIJ( Associação dos Escritores e Ilustradores de Literatura Infantil e Juvenil) , da qual sou associada.
Foi um dia feliz para mim, e embora estive fazendo muito frio, o calor gostoso da garotada me aqueceu.

quinta-feira, 5 de agosto de 2010



 




Veja os melhores recados no site www.maniadescraps.com

Oração



Eu vou rezar uma oração
que diz mais ou menos assim:
Que o meu dia seja bom
e que o seu  não seja ruim...


Que eu cante uma canção
que não saia fora do tom,

Que eu encontre  a lâmpada do Aladim
 e que a mamãe  faça um gostoso pudim!

segunda-feira, 2 de agosto de 2010

quarta-feira, 28 de julho de 2010

Anjo

Ouvi um sussuro nas árvores
corri para ver o que era...
Senti a leveza da brisa acariciando meus cabelos
e sorri diante dessa ternura tão calma.
Os galhos das árvores me  abraçaram e
me disseram baixinho: Bom dia!
Ei pensei: essa voz é de um passarinho!

Mas que boba, passarinhos não falam, amanhecem.
Então pensei:São os frutos.
Mas os frutos de tão doces, comi todos.
Então me restaram as flores....mas estas dormiam felizes em seus sonhos...

Então só podia ser um anjo...
Somente eles tem um abraço tão apertado
e fazem essa  doce sombra que me acalenta
levando o medo pra bem longe....

segunda-feira, 19 de julho de 2010

 Não cai não  balão

Não cai não balão....

Porque senão a floresta vai queimar

e o bombeiro não vai ter como apagar

o fogo das encostas, das casas, do mato..

O melhor balão,  é  continuar no sonho do menino

Voando bem  alto de encontro ao céu, cheinho de estrelas...

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Meus gatinhos


Meus gatinhos

Se banham no mar de seus olhos azul- turquesa!!

E acreditem, que beleza!

Mergulham no azul trasnsparência

com as patinhas viradas de cabeça para cima

 Parece que são felizes assim, nem reclamam da água fria!!

terça-feira, 29 de junho de 2010

A Onça



A onça pintada
pintou  lá no meio da floresta.
A onça  é  sinuosa, esguia e dengosa
Toma banho de rio e se balança
E se está chovendo
risca o chão com suas garras afiadas
e desenha um sol...
e quando o sol pinta,
a pintada  se estica no sol lá no meio da floresta.
Pedacinho de paraíso....

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Sobre fábulas

Ítalo Calvino é quem afirma: “As fábulas são verdadeiras.” E continua: “São uma explicação geral da vida, nascida em tempos remotos e alimentada pela lenta ruminação das consciências camponesas até os nossos dias.”
Os contos dão sentido às nossas experiências existenciais numa fase da vida em que não temos ainda o pensamento racional muito bem elaborado; eles nos fazem entender a dicotomia entre ricos e pobres, entre reis e vassalos, entre o amor e o sofrimento, entre a vida e a morte.

E nos mostram, ainda segundo Calvino, “o esforço para libertar-se e autodeterminar-se como um dever elementar, junto ao de libertar os outros, ou melhor, não poder libertar-se sozinho, o libertar-se libertando.”

Os contos são o “catálogo do destino” que pode caber a um homem e a uma mulher, entreabrindo o véu que recobre o mundo oculto e nos permitindo, mais do que qualquer outra coisa, vivenciar o mistério da nossa alma, reconhecer suas sombras e escuridões e integrá-las à luz, na busca da Paz e da Felicidade.

Fonte :cordel on line

terça-feira, 22 de junho de 2010

salão do livro atrasado

Posto atrasadinha, algumas fotos do lançamento do livro do Chico Mendes  no salão FNLIJ.



segunda-feira, 21 de junho de 2010

A Flor mais Grande do Mundo

Uma pequena homenagem à  Saramago.

terça-feira, 8 de junho de 2010

Chico Mendes para Crianças

Na quinta feira, dia 10/06 às 10 da manhã,estarei no Salão da FNLIJ para Crianças e Jovens na Rua Barão de Tefé, 75, Saúde, Zona Portuária, para uma sessão de autógrafos do meu livro  " A História de Chico Mendes para Crianças"no Espaço Leitura.

Quem tiver afins é só chegar. Se não tiver grana pra comprar o livro, não faz mal. Vai lá que ganha um beijinho  da autora.

sábado, 5 de junho de 2010

Estarei aqui no dia 10, as 10 da manhã, no Espaço de Leitura

terça-feira, 25 de maio de 2010

Lendas Africanas

O livro Lendas Africanas, de autoria da profª Iray Galrão, é destinado ao público infanto juvenil, mas com toda certeza pode e deve ser lido por todos aqueles que gostam de ler e de contar histórias.
São belíssimos mitos de origem yorubá que certamente encantarão a todos, não só pelo conteúdo fantástico das suas narrativas, mas também pela leveza com que estão escritos. Estas histórias nos remetem á sabedoria dos nossos antepassados,onde encontramos de forma muito evidente as raízes das nossas próprias histórias.

O preço é 15,00 e pode ser adquirido com a mesma através do telefone 71 88925728 ou  e-mail iraygalrao@uol.com.br

terça-feira, 18 de maio de 2010

Menina Bonita do Laço de Fita para Surdos

Esta é uma homenagem para minha grande amiga e queridona Professora Vania Berbat.

Para você curtir com seus alunos.Divirta-se muito amiga, como só vocês sabem fazer!!!!


domingo, 9 de maio de 2010

Dia das Mães

Hoje é o dia das mães, mas na verdade, todo os dias são nossos não é mesmo?
Desde que carregamos  nossos filhotes no nosso ventre ainda nos primeiros dias...
 E  vamos pela vida carregando esse amor incondicional, que nos liberta do egoismo e da maldade...

Olhem o que a Juju inventou....

E até os gatinhos Loki e Sofia mandaram um cartãozinho...

 Não é fofo?

terça-feira, 20 de abril de 2010

A História de Chico Mendes para Crianças


Lhes apresento  o meu livro Chico Mendes para Crianças.O Lançamento será em 10/06 às 10 no XV Salão do Livro Infantil e Juvenil do Rio de Janeiro,no Centro de Cidadania, na Saúde, RJ.
Espero vocês lá.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Gianni Rodari

Nascido em 1920, é reconhecido como o maior autor infantil italiano, tendo ganho os mais importantes prêmios literários, entre eles o Prêmio Andersen, considerado como o Nobel da literatura infantil.

Em seu livro “Gramática da Fantasia” Rodari coloca o jogo como instrumento para estimular a imaginação e a criatividade. O autor propõe uma série de exercícios e jogos aos educadores – pais ou professores – com o propósito de criar histórias para contar às crianças ou sugerir às próprias crianças que elas mesmas inventem suas histórias. A partir de alguns formatos distintos, os exercícios contribuem para o desenvolvimento da linguagem, da lógica, do senso estético e da memória, além, é claro, do contato afetivo e da integração.

Esses jogos, em sua maioria, foram aplicados pelo autor com grupos de crianças para quem lecionava, na Itália, a partir da década de 40. O livro traz exemplos interessantes e curiosos de situações ocorridas durante essa aplicação prática.

Um pouquinho da história de Rodari  traduzida e adaptada livremente por mim.

Confusão de Histórias
 Era o avô e a neta.
Para passar o tempo, o avô decidiu contar histórias para a netinha.
- Era uma vez, uma menina que se chamava Chapeuzinho Amarelo.
- Não,  Chapeuzinho Vermelho vovô!
- Ah, sim, Chapeuzinho Vermelho. A mãe chamou-a e disse-lhe:Ouça, Chapeuzinho Verde…
- Vermelho!
- Ah, sim, Vermelho. Vai a casa da  sua tia Mimira  e leva-lhe estas cascas de batata. Aliás, não, vai a casa da sua avó e  leva-lhe esta torta.
- Está bem.Respondeu a menina obediente.
Então, ela lá foi ela, estrada à fora e no meio do caminho encontrou uma girafa.
 -Peraí, Que confusão!  na verdade, ela encontrou um lobo, não uma girafa.
 - Isso, isso. E o lobo perguntou-lhe: 
-Quanto é seis vezes oito?
-Nada disso, nada disso vô...O lobo perguntou-lhe: - Para onde você está indo?
-É verdade, tem razão. E o Chapeuzinho  Negro respondeu…
- Era vermelho, vermelho, Chapeuzinho Vermelho, vô!
- Ok, ok, então ela respondeu:-Vou ao mercado comprar molho de tomate.
-  Ai, ai ai, nem  que a vaca tussa  ela disse isso, vô! ela respondeu: Vou levar  esses doces para minha vovozinha que está muito doente...
 -Exatamente, foi quando o cavalo disse…
- Qual cavalo? Era um lobo.
- Certo, isso mesmo,  e  então o lobo disse assim:
-Toma um taxi de número setenta e cinco, desce na praça da Catedral, volta à direita,  e encontrará três degraus e uma moeda no chão. Esqueça os três degraus, pega a moeda e compra uma pasta com elástico.
-  Ai, vô, você não sabe contar histórias, faz a maior confusão com elas.Mas a pasta com elástico eu  vou comprar assim mesmo.
- Está bem, tome o dinheiro.
E o avô voltou  a ler o seu jornal e a menina saiu para comprar a pasta com elástico.

sexta-feira, 9 de abril de 2010

A chuva

Chuva chuva cai fininha...

A chuva é tão boazinha,
nunca foi ingrata não
Ela molha os campos e cidades, as roseiras
e os passarinhosque não conseguem
se esconder a tempo.

A chuva cai fininha em cima dos namorados
faz barulhinho gostoso  em cima do telhado
faz dormir sossegado o pequeno agricultor.

 Ma se a cidade não tem bueiro limpo
 e o povo joga  lixo no chão, olha só o que acontece,
as  águas da chuva não tem pra onde fugir

E vai enchendo tudo, ruas, escolas e o barracão.

E se a gente desmata a mata
e tira da terra  as àrvores e os arbustos
as casas cosntruídas ali  ficam sem proteção

E ai quando você  menos espera,
as encostas  dos morros viram água e lama
e sai arrastando tudo o que vê pela frente
e não sobra nada pra contar a história.

Só lágrimas e tristeza.

Mas a chuva,
 a chuva que cai fininha,
 é a unica que não tem culpa de nada. 

domingo, 4 de abril de 2010

Arma cuentos


Eu descobri esse site maravilhoso para criar histórias.
Você pode criar as histórias prováveis e as histórias mais deliciosas e improváveis possíveis.
Como eu que criei a história  da espiã que tinha asas e ao chegar no castelo  encontrou-se   com um  terrível bandido que lhe cobriu de beijos,mas a espiã não uis nemn saber, pegou o bandido e o cozinhou num cadeirão cheio de legumes.


O site é em espanhol, mas  isso não é um impedimento. Os desenhos te ajudarão a compreender diretinho o que é preciso fazer, sem nenhum esforço.

Divirta-se.
O endereço é: cuentacuentos

sábado, 3 de abril de 2010

quarta-feira, 31 de março de 2010

poeminha




O dia amanheceu redondinho
repletos de azuis e verdes fresquinhos
Vou recolher os raios de sol
Pra fazer sanduiches de sonho
e comer suspirando
enquanto passarinho se recolhe
doido de chuva
e caracol coloca suas abotoaduras.

segunda-feira, 22 de março de 2010

Chico Mendes para crianças

No fim da semana passada tive uma surpresa muito agradável.

Finalmente meu livro infantil do Chico Mendes está pronto, lindamente ilustrado pela Simone Matias e  assim que eu recebi meus exemplares tratrei logo de sair divulgando por aí.
Por sorte minha, o universo conspirou a favor,  e de cara, no dia 19/03, presenteei o Ministro do Meio Ambiente Carlos Minc  que estava inagurando um projeto chamado Agua Floresta em Mesquita,  cidade vizinha à minha, governada pelo querido Arthur Messias, e que disse que adorou a ideía de ter a vida do Chico contada para crianças.

Bem, que esse livro seja abençoado com todas as benções cosmológicas!!! Amém.

 Arthur Messias, prefeito de Mesquita, eu e Minc

idem