segunda-feira, 12 de abril de 2010

Gianni Rodari

Nascido em 1920, é reconhecido como o maior autor infantil italiano, tendo ganho os mais importantes prêmios literários, entre eles o Prêmio Andersen, considerado como o Nobel da literatura infantil.

Em seu livro “Gramática da Fantasia” Rodari coloca o jogo como instrumento para estimular a imaginação e a criatividade. O autor propõe uma série de exercícios e jogos aos educadores – pais ou professores – com o propósito de criar histórias para contar às crianças ou sugerir às próprias crianças que elas mesmas inventem suas histórias. A partir de alguns formatos distintos, os exercícios contribuem para o desenvolvimento da linguagem, da lógica, do senso estético e da memória, além, é claro, do contato afetivo e da integração.

Esses jogos, em sua maioria, foram aplicados pelo autor com grupos de crianças para quem lecionava, na Itália, a partir da década de 40. O livro traz exemplos interessantes e curiosos de situações ocorridas durante essa aplicação prática.

Um pouquinho da história de Rodari  traduzida e adaptada livremente por mim.

Confusão de Histórias
 Era o avô e a neta.
Para passar o tempo, o avô decidiu contar histórias para a netinha.
- Era uma vez, uma menina que se chamava Chapeuzinho Amarelo.
- Não,  Chapeuzinho Vermelho vovô!
- Ah, sim, Chapeuzinho Vermelho. A mãe chamou-a e disse-lhe:Ouça, Chapeuzinho Verde…
- Vermelho!
- Ah, sim, Vermelho. Vai a casa da  sua tia Mimira  e leva-lhe estas cascas de batata. Aliás, não, vai a casa da sua avó e  leva-lhe esta torta.
- Está bem.Respondeu a menina obediente.
Então, ela lá foi ela, estrada à fora e no meio do caminho encontrou uma girafa.
 -Peraí, Que confusão!  na verdade, ela encontrou um lobo, não uma girafa.
 - Isso, isso. E o lobo perguntou-lhe: 
-Quanto é seis vezes oito?
-Nada disso, nada disso vô...O lobo perguntou-lhe: - Para onde você está indo?
-É verdade, tem razão. E o Chapeuzinho  Negro respondeu…
- Era vermelho, vermelho, Chapeuzinho Vermelho, vô!
- Ok, ok, então ela respondeu:-Vou ao mercado comprar molho de tomate.
-  Ai, ai ai, nem  que a vaca tussa  ela disse isso, vô! ela respondeu: Vou levar  esses doces para minha vovozinha que está muito doente...
 -Exatamente, foi quando o cavalo disse…
- Qual cavalo? Era um lobo.
- Certo, isso mesmo,  e  então o lobo disse assim:
-Toma um taxi de número setenta e cinco, desce na praça da Catedral, volta à direita,  e encontrará três degraus e uma moeda no chão. Esqueça os três degraus, pega a moeda e compra uma pasta com elástico.
-  Ai, vô, você não sabe contar histórias, faz a maior confusão com elas.Mas a pasta com elástico eu  vou comprar assim mesmo.
- Está bem, tome o dinheiro.
E o avô voltou  a ler o seu jornal e a menina saiu para comprar a pasta com elástico.